dicas dúvidas comuns

Veja aqui quais são as dúvidas mais frequentes sobre saúde bucal e odontologia de modo geral. Caso ainda tenha alguma dúvida entre em contato conosco.

Existe idade mínima e máxima para colocar aparelho?
De modo geral, aos 5 anos já deve-se fazer uma avaliação ortodôntica com o intuito de avaliar a oclusão. Nesta idade, as cri-anças já têm todos os seus dentes de leite erupcionados e alguns problemas, como mordida cruzada e mordida aberta, podem estar presentes. Nesta fase, já há uma maturidade suficiente para inter-ceptações de problemas, que se tratados na hora certa, facilitam o desenvolvimento da oclusão normal. Na fase adulta, não há limite de idade para início de uma ortodontia, desde que uma avaliação prévia, mostre a boca seja capaz de suportar forças ortodônticas.

Como o aparelho fixo funciona?
Ele é usado para movimentar os dentes pela aplicação de força. A peça que é colada no dente é chamada de bracket, e é ele que permite que o ortodontista aplique uma determinada força nos dentes através dos arcos e acessórios. O arco é aquele fio metálico que passa pelos brackets e é o principal responsável pela movi-mentação dentária. Os arcos podem ter calibres diferentes e ser de ligas metálicas diferentes também, dependendo da função. As ligaduras são aquelas borrachinhas coloridas que servem para fixar o arco aos brackets que por sua vez estão colados nos dentes. É assim que o arco movimenta os dentes. Usando acessórios (molas e elásticos) e dobras no arco, o ortodontista consegue fazer com que os dentes se movimentem, corrigindo os problemas estéticos e fun-cionais da boca.

Que exames eu preciso fazer para iniciá-lo?
Normalmente são pedidas radiografias e fotografias da face e da dentição, além dos modelos em gesso das arcadas. Você faz toda esta documentação ortodôntica em um único lugar e através dela podemos fazer uma avaliação completa do seu caso.

Quanto tempo dura o tratamento?
Normalmente dura em torno de dois anos, podendo variar de acordo com o caso. O prazo do tratamento só pode ser definido com pre-cisão após o diagnóstico do seu problema. Ao movimentar os den-tes, precisamos respeitar os limites biológicos para evitar lesões nas raízes. Consultas quinzenais ou mensais vão variar de acordo com o ortodontista, com o problema do cliente e com o estágio em que o tratamento se encontra. Se a solução fosse diminuir os intervalos entre as consultas, todos os ortodontistas estariam terminando seus casos em um ano, ou menos. O importante é obter o resultado den-tro do prazo proposto no início do tratamento e que este resultado tenha estabilidade.

Os dentes podem deslocarem depois que o fixo é removido?
No momento em que cliente e ortodontista concordam que o resul-tado final foi alcançado, o aparelho fixo é removido e é iniciada a fase de contenção. Esta fase é tão importante quanto o tratamento, pois permite estabilizar o osso e a gengiva ao redor do dente em sua nova posição. O tipo de contenção vai variar de acordo com o problema que foi corrigido.

Aparelho fixo machuca?
No início, enquanto as bochechas e lábios ainda não se acostumaram com ele, pode ser necessário usar a cera de proteção para evitar aftas. Ela impede que os brackets fiquem em atrito com a mucosa bucal.
Depois da primeira semana, geralmente a mucosa se adapta e o in-cômodo termina.

O aparelho estético é invisível? Fica amarelo com o tempo?
Não, mas os brackets são feitos com materiais que imitam a cor dos dentes, por isso ficam bem mais discretos que os brackets me-tálicos. A porcelana e a safira não sofrem alteração de cor durante o tratamento, já os materiais plásticos (polioximetileno e policarbo-nato) podem ficar pigmentados dependendo da alimentação e hábi-tos do cliente (como o hábito de fumar). Por isso, só em casos de tempo de tratamento curto são indicados os plásticos. É importante ressaltar que os arcos ortodônticos são fabricados com ligas me-tálicas, e não possuem as características de transparência dos ma-teriais usados nos brackets. Há a opção dos arcos que recebem um revestimento branco como se fosse uma pintura, mas ainda deixam a desejar esteticamente. As borrachinhas (ou ligaduras) são trans-parentes, mas ficam amareladas com bastante facilidade (duas a três semanas). Por isso, os clientes têm sempre liberdade para dar uma "passadinha" no consultório para trocar as ligaduras.

Em que situações é indicado o uso do aparelho móvel?
Ele está dentro da especialidade Ortopedia Funcional dos Maxilares e tem as funções de estimular o crescimento ósseo e de corrigir pro-blemas funcionais. Por isso é indicado para crianças entre seis e doze anos, portanto, na fase ativa de crescimento. Também pode-mos corrigir pequenas imperfeições no alinhamento dos dentes, com os aparelhos móveis. Só uma avaliação ortodôntica poderá definir o seu caso.

Qual tipo de aparelho melhor? Móvel ou fixo?
Depende de cada situação. A grande vantagem dos aparelhos que são fixados à boca, é que eles estão 24h agindo no movimento dentário. Já os aparelhos móveis, precisam da colaboração do paci-ente e dos responsáveis para que tenham sua efetividade. Sob este ponto de vista, sempre que houver possibilidade de opção indico o aparelho ortodôntico fixo.

Página Inicial |  |  |  |   | Dúvidas Comuns | Contato
Reabilitação Oral©2008. Todos os direitos reservados. Webdesign: planovisual.com.br